Nenhum produto no carrinho.

Nenhum produto no carrinho.

Loading..

Product was successfully added to your shopping cart.

5

Product was successfully added to your comparison list.

CD Apenas um Policial

AS MUITAS FACETAS DO SARGENTO LAGO, EM NOVO CD

Apenas um policial é o título do 4º CD do Sargento Lago -- cantor, compositor, escritor, jornalista diplomado e policial militar (na reserva desde 2009, após ter cumprido os 30 anos regulamentares de carreira).

Suas 13 faixas passeiam pelo samba, reggae, rock, gospel e outros ritmos, enfocando temas ligados à segurança pública e aos profissionais que nela atuam.

Destaque para a participação de Almir Guineto na música "Se segura segurança", por ele composta em parceria com Lago e Adalto Magalha.

Em "Rota tá tá", Lago presta tributo à unidade na qual atuou, evocando a mística agressiva ("Rota tá tá o chão vai tremer/ Rota na rua é matar ou morrer") de quem, no seu dizer, é "cidadão que se arrisca em prol da população".

Mas, não está ausente um certo questionamento desse universo em que a violência é respondida com a violência.

Em "Um dia vai ser tudo diferente", p. ex., ele mostra outra faceta de um PM: o cidadão sofrido ("...tudo que eu faço é tão difícil/ Sempre tem um sacrifício/ Faz a lágrima rolar"), sonhando com o repouso do guerreiro ("Um dia os espinhos serão flores", "Um dia o meu canto será santo", etc.).

Essa contradição foi notada pelo crítico Gilberto Amêndola, do Jornal da Tarde (SP), ao comentar o CD anterior de Lago, Profissão Coragem (2008), que teve participações especiais ilustres como as de Dominguinhos, Jair Rodrigues e Benito di Paula:

"É como se Lago subvertesse a música de protesto dos anos 60/70 e do rap dos dias atuais. Em vez de crítica, elogios ao aparato policial. Isso é um problema? Talvez não. Mas, convenhamos, é um preconceito difícil de se vencer.

"O teste de fogo é a versão de 'Pra não dizer que não falei das flores'. Nem adianta dizer do estranhamento de ouvir um policial cantando um dos hinos da esquerda contra a ditadura militar. O próprio Vandré, arredio a homenagens, gostou da versão".

Tanto gostou, aliás, que foi assistir a um show de Lago no bairro paulistano do Bixiga, na qual a popular "Caminhando" teve papel de destaque.

Já uma das faixas do novo CD é o "Tributo a Alberto Mendes Junior", homenagem ao oficial PM morto pelos guerrilheiros cercados no Vale do Ribeira, em 1970.

Lago, inclusive, tem feito entrevistas com antigos participantes da luta armada contra a ditadura, pois quis conhecer de viva voz a versão do outro lado, como se tentasse lançar uma ponte entre os inimigos de outrora.

É exatamente o que ele diz na canção "Um dia vai ser tudo diferente": "O hoje, amanhã vai ser passado/ Vira fato consumado/ só nos resta esperar".

Quatro décadas depois, é salutar que o representante de uma corporação que também travou essa guerra venha dizer que ela está encerrada, virou fato consumado, página triste da nossa História.

Contato: 011 - 82591412

CD APENAS UM POLICIAL

Sargento Lago

1 – Apenas um policial

2 – Somos a Polícia Militar

3 – Bica no bico

4 – Rota ta ta

5 – Chama e não ama

6 – Tributo a Alberto Mendes Junior (herói da PMESP)

7 – Dom de doar

8 – Dança do PM

9 – Se segura segurança

10 – Vai melhorar

11 – Meus companheiros

12 – Autoridade

13 – Um dia tudo vai ser diferente

14 – Pra dizerem que falei dos espinhos

Letras:

Apenas um policial

Serginho Meriti / Rodrigo Leite

Eu acordo todo dia cedo, como todo trabalhador

Um bom pai de família, vivo do meu salário

Ser humano como outro igual

Sou um homem da lei a serviço do povo

Me orgulho de ser o que sou, eu sou um bom policial

Tá grilado comigo, eu não sou o perigo

Não me veja como um inimigo, eu sou apenas um policial

A serviço do bem à procura do mal

Eu não tenho bola de cristal

Pra saber quem é quem, todo mundo é igual

Me respeite como um cidadão

Que está só cumprindo seu dever, eu tenho que verificar

Se tá tudo certo

E se tá tudo certo vai com Deus, redobre a atenção

E fica sempre esperto

Pra manter a ordem não depende só de mim, cada um tem seu papel

O meu papel é policiar, a regra é clara, tem que respeitar

Eu não me vendo, quem tiver devendo não me leve a mal

Eu vou fazer o que a sociedade espera de um policial

Eu não me vendo, quem tiver devendo não me leve a mal

Eu vou fazer o que a sociedade espera de um bom policial

Dura lex sed lex

Dura lex sed lex, a lei é dura mas é lei

A lei é dura, mas é ela que assegura a todo aquele que a trata e acata com respeito em sua cidadania

O sagrado direito de ser tratado, acatado e respeitado como um cidadão

E eu sou apenas um policial...

Sou apenas um cidadão que ama a sua nação e acredita na paz...

... e num mundo melhor pra todos nós

Pois todos temos o direito, o dever e a obrigação.

Direito até pra contestar a constituição, mas, sobretudo,

O dever e a obrigação de acatar e respeitar os códigos descritos na legislação

Pois é ela  que também nos assegura o sagrado direito de ir e vir em segurança.

E eu...eu sou apenas um policial

E até  que me provem ao contrário, o meu papel é policiar, a regra é clara: tem que respeitar

E não me queira mal tão somente por isso...

Pois é um compromisso... Eu fiz um juramento... Um juramento... Um juramento.

 

Somos a Polícia Militar

Sargento Lago / Capitão Rivaldo

Quando o dia amanhece com o sol a lhe cobrir

Saiba que a segurança nós podemos transmitir

A família tão bonita você gota de rever

Até mesmo esse momento nós podemos proteger

Somos a Polícia Militar... Juntos lado a lado para o seu bem estar

Se a noite se aproxima e o povo adormece

Não importa qual o clima alguém sempre aparece

É o guardião da vida sentinela do futuro

Que lhe cura as feridas seja claro ou seja escuro

 

Bica no bico

Sargento Lago

É madrugada, Noite fria e você não vem... Me aquecer

Com tanta coisa pra dizer nem sei por onde que eu devo começar

O dia foi intenso e agora tenso sinto dor muscular

Apenas eu queria ter você para poder... Desabafar

Entenda não faça contenta me ajude ser mais leve pra te amar

Se hoje está difícil amanhã o sacrifício vai compensar

Na mão eu tenho uma linda flor para poder te desarmar

Penduro o colete estou de peito aberto e vou te abraçar

As tantas emoções são vibrações que fazem minha base estremecer

Sou obrigado a ser ligado o dia inteiro pra não me surpreender

Meus nervos e meu coração batendo em palpitação me faz temer

Que eu não seja tão intenso no momento em que esteja com você

Agora acho que eu fico dei bica no bico pra te namorar

Cinema com pipoca não dá bola pra fofoca a gente vai se amar

Agora já fiquei com sono e você não vem me aquecer

Também com tanta coisa pra dizer nem sei se vou te convencer

 

Poxa... Que pena que a gente está nesse dilema... Preciso tanto de você... Por que não me entende, eim?

Eu fico muito chateado quando você não acredita em mim, sabia? Logo eu que prezo tanto a verdade...

Principalmente quando põe em dúvida se a minha falta de tempo é por causa do trabalho.

Queria que soubesse que eu sou forte ao seu lado.... Que você é o meu porto seguro. Eu te amo porra.

Rota Tá Tá

Sargento Lago Fernando Areias / Rogério Taliba / Carlos Ranoya

Rota ta ta   o chão vai tremer

Rota na rua é matar ou morrer

Tem boina negra - nervos de aço

Braçal de couro leva no braço

Não dá sossego pro inimigo

A viatura? Embaçada é apelido

 

Na noite fria chuva na cara

Não tem sossego a guerra não para

Olhar atento ao movimento...

Ciscou?  Pá pum! A Rota cai pra dentro

 

Selva de pedra sanguinolenta

Combatendo nessa guerra desde os anos setenta

Mão na cabeça! Por que fugiu?

Cadê o bagulho? A casa caiu!

 

Final do turno, missão cumprida...

Volta pra Base, essa é a vida...

Herói de farda e cidadão,

Que se arrisca em prol da população

 

Chama e não ama

Sargento Lago

 

Tem gente pela contra mão

Mandando bala de canhão

Deu zica, uma confusão

Precisa prender o ladrão

Então me chama

 

A rua escura tem perigo

Uma criança sem abrigo

É alvo fácil pro inimigo

A segurança é comigo

Então me chama

 

Me chama 4X 2x

 

Quando não vê a viatura

Vem na minha captura

Sabe que do mal sou cura

Mas pra mim só tem censura

E só reclama

 

O tempo todo sou cobrado

Mesmo agindo acertado

Quem tem que ser aliado

Faz pressão pra todo lado

E só reclama

 

Reclama 4X 2x

 

Mas quando a minha energia

É presente no seu dia

Arrepio a folia

E não dou mole a quem vadia

Então me chinga

 

E quando chego na quebrada

Dou geral, não to com nada

Na saída da balada

Enquadro a rapaziada

Então me chinga

 

Me chinga 4x 2x

 

O seu apoio é fugaz

Nada que faço satisfaz

Correndo risco, aliás

No seu naufrágio sendo cais

Mas não me ama

 

Não faço nada sem noção

Eu trago no meu coração

O orgulho dessa profissão

Que faz da paz sua razão

Mas não me ama

 

Me chama 3x e não ama

Me chama 3x e não ama

 

Tributo a Alberto Mendes Junior

Sargento Lago

 

Alberto Mendes Junior como herói tombou

E para história entrou num gesto de amor

Seu sonho tão singelo se perpetuou

Com sangue escreveu seu ato capital

Orgulho do seu pai

Enquanto a mãe espera pra almoçar

E o seu amor também espera e ele não virá...

 

Em seu exemplo miram-se milhões

Quebrando-se grilhões pra um novo alvorecer

A flor já não existe, mas aqui deixou

A essência pra vencer a luta contra o mal

Orgulho dos seus pais

Que o irmão não esqueceu jamais

Choram “seu” Alberto, dona Angelina, Adauto

E todos nós...

 

Orgulho dos seus pais

Que o seu filho não terá jamais

Porque pertence a história e agora

É de todos nós... De todos nós

 

Dom de se doar

Sargento Lago

 

É... A gente não olhou pra trás

E nem se importou com os tais

Algozes da população

 

É... A gota de suor brotou...

O alvo a mente fixou...

Por nada não desistiria

 

Não, não dava pra desanimar...

Quem tem o dom de se doar...

Se alimenta de amar

É... a meta de quem sempre quis...

O semelhante ver feliz...

E tudo estar no seu lugar

 

Dança do PM

Sargento Lago*

 

Bate o bumbo a tropa vai começar marchar

A bateria ajuda a desfilar

Firma a cadência não deixa desalinhar 2x

 

Parece brincadeira de criança

Mas é assim que o PM dança

Você também poderá marchar

Voz de comando você pode dar

Ordinário marcha! Ordinário marcha!

Bumbo na perna direita 2X

Meia-volta, volver...

Olha a continência – mão direita na pala

 

Acerte o passo e mantém a postura

As mãos espalmadas e a cobertura

É assim que faz todo pelotão

Pra ser o melhor do seu batalhão

Ordinário marcha! Ordinário marcha!

 

Se segura, segurança!

Almir Guineto – Adalto Magalha - Sargento Lago*

 

Se segura segurança fique na atividade

Não se curve, nem balança contra o instinto de maldade

 

Não vacila segurança faça um trabalho bacana

Ainda mais se você trampa em área que tem muita grana

Fica atento segurança melhor prestar atenção

Se você marcar bobeira vai dar mole pro ladrão

 

Eles chegam de surpresa  mas não se esqueça o que diz o ditado

Deixe um olho dormir, mas deixe o outro acordado

Se segura, segurança não balança, por favor

Olha essa tal de “tereza” com toda certeza só causa terror

 

Não ignore o irmão mostre na união a sua competência,

E pra quem age assim presto minha continência

Se segura, segurança sejam todos bons amigos

Pois quem é da segurança enfrenta o mesmo perigo

 

Faça da honestidade s sua verdade seu porto seguro

Esse é o caminho mais certo para vencer no futuro

Se segura, segurança fique atento no serviço

Não esqueça o juramento que é o seu real compromisso

 

Vai melhorar

Sargento Lago

 

Você que é trabalhador e constrói a nação com o teu suor

Carrega a rotina da vida no seu dia a dia algo a conquistar

E quando um motivo ou outro atrapalha os planos que queres galgar

Tem sempre alguém pra dizer... Vai melhorar

 

Você que é um estudante e está se instruindo pra realizar

O sonho de ser no amanhã um alguém importante e se destacar

Mas quando lá na faculdade a mensalidade não dá pra pagar

Tem sempre alguém pra dizer... Vai melhorar

 

Tente não desanime você chegou aqui não foi pra voltar

Se a vida é feita de lutas, as mangas vou arregaçar

E a minha bandeira de guerra eu vou hastear

 

Vai melhorar eu sei que vai melhorar

Pise firme, siga em frente, que vai melhorar

Se a vida é feita de lutas, as mangas vou arregaçar

E a minha bandeira de guerra eu vou hastear

 

Meus companheiros

Sargento Lago*

 

Parece que foi ontem... Eu me lembro estava inseguro

Ia ser um novo tempo e conhecer um novo mundo

 

Quase não dormi na noite anterior de tanta ansiedade

Definia o meu futuro para sempre... Tudo era novidade

E como eu, novos companheiros na mesma emoção 2x

 

Tive muito treinamento e aos poucos fui me condicionando

Logo estava preparado para ser do povo um protetor

Já não era apenas meu conhecimento...  Muitos outros conquistei

E de simples cidadão da sociedade agora um defensor da lei

E junto comigo os meus companheiros na mesma missão - 2x

 

Como a flor do campo nasce, cresce e morre... O tempo se passou

E apesar das cicatrizes dessas lutas a batalha eu venci

Com a missão cumprida vejo agora um filme em minha mente

Fazem parte do passado meus temores... Mas presente as emoções

Sinto saudades dos meus companheiros... Onde eles estão? 3

Onde vocês estão?

 

Autoridade

Sargento Lago

 

Toda autoridade é constituída por Deus - Constituída por Deus

E então, você que está na missão

Tenha cuidado e faça conforme for a lei

 

Não te desvie para esquerda e nem para a direita

Fazendo assim, não tropeçará nenhuma cilada te derrubará

 

E será guiado por águas tranquilas e se passar no fogo não se queimará

De Deus se revista de toda armadura guerreiros da paz vão nessa viatura

 

E vão fazer o bem sem olhar a quem

Protegendo com carinho a quem vai e quem vem

E vão fazer o bem sem olhar a quem

Os parceiros são treinados dedicados também

 

Final...Os parceiros são treinados e são filhos do Rei.

 

Um dia tudo vai ser diferente

Sargento Lago

 

Um dia tudo vai ser diferente

E mais leve a minha mente

Vai fazer eu remoçar

Pois tudo que eu faço é tão difícil

Sempre tem um sacrifício

Faz a lágrima rolar

O hoje, amanhã vai ser passado

Vira fato consumado

Só nos resta esperar

Quem busca tem o rumo já traçado

Nunca perde o seu achado

Só nos resta esperar

 

Um dia os espinhos serão flores

Acabando-se os rumores

Que a alegria vai ter fim

O que me faz sentir tanta certeza

É que vejo com clareza

Uma luz antes do fim

Quem sente o que sinto me entende

E eu sei, tem muita gente

Na esperança de encontrar

E o que a gente sente é tão forte

Mesmo que vier a morte

Não irá nos derrotar

 

Um dia o meu canto será santo

Para enxugar o pranto

que consola a minha dor

Não calo o que sinto, penso e falo

Se não digo me abalo

Fere o meu interior

O meu cantar não é de sofrimento

Simplesmente é um momento

Que eu quero registrar

Talvez quem sabe seja um lamento

De quem mesmo em sofrimento

Vê motivos pra sonhar

 

Pois um dia tudo vai ser diferente...

E eu não vou mais chorar...

 

Pra dizerem que falei dos espinhos

Sargento Lago

 

Ei, vamos embora...

Ei, essa é a hora...

Não existem barreiras pra nos impedir... É só seguir...

 

Acordar de madrugada é o início da jornada

Que todo dia faz o guardião da paz

Olha as crianças na cama, beija a mulher que ele ama

É o início da semana, ainda tem muito mais

Entre apitos no Metrô, portas abrem e fecham

Trem lotado, ele atrasado, isso não é fashion

Sem aumento, sem lamento, sem lenço, só documento

Acredita melhorar um dia o seu tormento

Tem pressão pra todo lado ele é fiscalizado

É o chefe de família de recurso limitado

Que não se limita, os problemas põem de lado

Com o seu trabalho o sonho vai ser conquistado

 

E quem acredita que vai vencer na vida

Já sabe que não pode esmorecer

Leva no peito essa grande lição

E faz a sua hora não espera acontecer

 

Ei, vamos embora...

Ei, essa é a hora...

Não existem barreiras pra nos impedir... É só seguir...

 

Quem é da segurança tem sede por justiça.

Exerce o seu trabalho e nunca tem preguiça

Quem é da segurança proteger é sua virtude

Não é contra a pessoa, mas a sua atitude

Tem gente que prefere o crime a sensatez; 

Escolhe a droga ao invés da lucidez,

Só descobre o tamanho da sua estupidez

Quando já está pagando por aquilo que fez

Mate a sede de consumo com o suor do seu trabalho

Escolha o caminho certo, não procure atalho

Não precisa ser malandro nem tão pouco otário

Siga apenas bons exemplos e conquiste o seu salário

 

E quem acredita que vai vencer na vida

Já sabe que não pode esmorecer

Leva no peito essa grande lição

E faz a sua hora não espera acontecer

Ei, vamos embora...

Ei, essa é a hora...

Não existem barreiras pra nos impedir... É só seguir...

 

O profissional de segurança é guerreio mesmo cansado

A jornada dupla no bravo lhe deixa acabado,

Mas ele segura a onda porque é honrado

Pra ficar suave precisamos ter mais união...

Não vamos perder o foco do inimigo e entrar na guerra do fogo amigo

A humildade... não fere a autoridade...

 Ter orgulho é diferente de ser orgulhoso.

Papa maik, Charlie, Federal, segurança, Guarda Municipal...

Se precisar, quem vai dispensar... Se o Vigilante vier apoiar?

Então irmão, vamos levantar essa bandeira da união... Tamo junto...

Abaixo a discriminação... O preconceito... Salve a amizade... O respeito

Vamos ser feliz depressa porque a hora é essa.

Ficha Técnica:

 Arranjado e produzido por: Elias Jó (Exceto faixa: *Apenas um policial)
 *Produzido por: Elias Jó, Rodrigo Leite e Serginho Meriti           

  Programações, teclados, guitarras, violões e baixo: Elias Jó
 
Participações especiais: Serginho Meriti (Apenas um policial), Pimpolho (Dança do PM) e Almir Guineto (Se segura segurança)                      

Bateria: Dedel em todas, exceto em Rota Tá Tá (Jorge Anielo)
 
Percussao: Alex Souza e Adeir Thinta
 
Cavaco e Banjo: Anderson Viana
 
Metais: Carlinhos Alligator(trompete), Dany Laleska (sax tenor),Totty Bone (trombone)
 
Cordas: Cintia Zanco, Flavio Meyer(violinos); Newton Carneiro (viola); Marisa Silveira(cello) e Renato Loyola (baixo)
 
Backin Vocals: Agelica Summers, Juliana Lopes, K-du e Marcelo Mattos

Gravado no estúdio Nezz Brasil – São Paulo/ 2010